HCM e HB reúnem profissionais para debater sobre Dengue e Chikungunya em Rio Preto e região - Hospital da Criança e Maternidade

HCM e HB reúnem profissionais para debater sobre Dengue e Chikungunya em Rio Preto e região

12/01/2024

O Hospital da Criança e Maternidade (HCM) e o Hospital de Base (HB) reuniram na noite da última terça-feira, 9 de janeiro, médicos, residentes e profissionais da área da saúde para debater sobre de Dengue e Chikungunya em São José do Rio Preto e região. Cerca de 150 profissionais participaram do evento.

Segundo a Profª. Dra. Cássia Estofolete, PhD em infectologia e médica infectologista do HB, a Dengue e a Chikungunya são doenças amplamente disseminadas em todo o país e com grande evidência em nossa região, contribuindo para um alto risco de epidemia.

"Devido a este risco, nós médicos e profissionais da área da saúde precisamos estar atualizados. Precisamos trabalhar de maneira uniforme, em uma mesma direção, para que os conhecimentos sobre prevenção, diagnóstico precoce e tratamento adequado sejam feitos da maneira correta, pois quando não identificadas e tratadas adequadamente, podem matar", explica Profª. Dra. Cássia Estofolete.

Um dos temas debatidos no evento, organizado pelo NHE (Núcleo Hospitalar de Epidemiologia) e CIEPS (Centro Integrado de Educação Permanente em Saúde) do Hospital de Base de Rio Preto, foi sobre os cuidados específicos e necessários para garantir uma abordagem eficaz e segura diante dessas doenças, tanto em adultos, como crianças.

Segundo a médica infectologista do HCM, Dra. Márcia Wakai Catelan, a Dengue e a Chikungunya são doenças dinâmicas, com várias fases, e todos os profissionais de saúde devem estar atentos para identificar estas fases.

"É necessário que todos os médicos e profissionais da saúde aprimorem seus conhecimentos, pois estamos registrando um aumento de casos de Dengue e Chikungunya em Rio Preto e região. Seja adulto ou criança, o atendimento quando realizado no tempo e na forma correta, salva vidas", disse Dra. Márcia Wakai Catelan.

 

Dengue
Transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, os principais sintomas são:

  • Febre alta > 38°C;
  • Dor no corpo e articulações;
  • Dor atrás dos olhos;
  • Mal estar;
  • Falta de apetite;
  • Dor de cabeça;
  • Manchas vermelhas no corpo.

Conforme o Ministério da Saúde, a infecção por dengue pode também ser assintomática, ou seja, sem sintomas, porém, geralmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (>38°C), que dura em média de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, além de fraqueza, dor atrás dos olhos, e manchas vermelhas na pele. Também podem acontecer manchas vermelhas e coceira na pele.

 

Chikungunya
Também transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, seus principais sintomas são:

 

  • Febre;
  • Dores intensas nas articulações;
  • Dor nas costas;
  • Dores pelo corpo;
  • Erupção avermelhada na pele;
  • Dor de cabeça;
  • Náuseas e vômitos;
  • Dor retro-ocular;
  • Dor de garganta;
  • Calafrios;
  • Diarreia e/ou dor abdominal (manifestações do trato gastrointestinal são mais presentes em crianças).

 

Orientação
A orientação do Ministério da Saúde é para a população procurar o serviço de saúde mais próximo de sua residência assim que surgirem os primeiros sintomas.

 

Prevenção
A prevenção é a melhor forma de combater a doença. Evitar acúmulo de lixo e entulhos descartados irregularmente, não estocar pneus em áreas descobertas, não acumular água em lajes ou calhas, colocar areia nos vasos de planta e cobrir bem tonéis e caixas d’água, receber a visita do agente de saúde, são algumas iniciativas básicas. Todo local de água parada deve ser eliminado, pois, é lá que o mosquito transmissor, o Aedes aegypti, coloca os seus ovos.


Mais Notícias

Veja mais notícias >