Outubro Rosa

Uma nova esperanças à bebês do SUS

25/01/2018

O Centro Interdepartamental de Medicina Fetal (Cimefe) do HCM passa a oferecer a pacientes do SUS, a partir de janeiro, nova técnica cirúrgica chamada de fetoscopia, minimamente invasiva e inédita na região, que pode salvar vidas de bebês durante gestação de alto risco. O procedimento consiste em, por meio de uma câmera, alcançar o útero da paciente e, assim, cauterizar vasos, tumores e outros problemas que se apresentem ao bom desenvolvimento da gravidez.

O primeiro procedimento deste tipo a ser realizados no HCM foi feito pelo médico especialista em medicina fetal, Dr. Gustavo Henrique de Oliveira, no dia 11 de janeiro, e ajudou à Íris Fernanda Pinto Oliveira Andrade a ter uma gestação saudável. Íris ficou grávida de gêmeos, mas apenas um dos bebês desenvolveu-se sadiamente, enquanto o outro se tornou uma espécie de tumor que acabava roubando sangue do bebê sadio.

Para evitar que o feto sadio morresse, Dr. Gustavo usou a fetoscopia para cauterizar vasos que ligavam o tumor ao bebê, permitindo que a quantidade de sangue que chega à criança fosse a correta para o bom desenvolvimento da gravidez.

“O mais importante é garantir que a paciente tenha uma gravidez saudável e que o bebê desenvolva-se dentro do esperado. A fetoscopia proporciona, também, à gestante uma recuperação muito rápida, pois para o procedimento só é necessário um corte de 4mm na barriga”, explica Dr. Gustavo Oliveira.

Íris Fernanda veio, no dia 24 de janeiro, ver como está sua filha, a Kariny Rebeca. Por recomendação médica, toda semana ela passa por um ultrassom para conferir o desenvolvimento da pequena Kariny. “O tempo todo fui tranquilizada pela equipe da Medicina Fetal. Agora que passaram as contrações, com a certeza de que minha irá se desenvolver bem e que dentro de algumas semanas poderei segurá-la em meus braços, não poderia estar mais feliz”, afirma aliviada, Íris Fernanda.

Dr. Gustavo foi estudar a técnica em Barcelona em 2005 e complementou os estudos em 2015, nos Estados Unidos. A partir deste ano, com toda infraestrutura da instituição e com a aquisição de um aparelho para esta técnica, o HCM torna o procedimento padrão para pacientes do SUS que necessitem da cirurgia para dar continuidade a uma gravidez saudável. “Este foi o primeiro caso do Hospital, mas pode ser usado em diversas outras condições da gravidez de alto risco. Só trará benefícios às nossas pacientes.”, ressalta o médico.


Mais Notícias

Pequeno Calebe recebe alta médica no HCM após cirurgia cardiovascular [+] Profissionais da Funfarme são homenageados com apresentação de músicos, no estacionamento do HB [+] HCM reforma tomografia infantil e ambiente ganha nova decoração lúdica [+] Após 18 dias, pais conhecem filha internada na UTI Neonatal do HCM [+] Instituto Doar renova certificação de gestão qualificada e transparência do Hospital de Base [+] Governo de São Paulo destina R$ 29,1 milhões ao complexo hospitalar da Funfarme para o combate à... [+] Tem alta Maria Fernanda, nona transplantada de coração no HCM [+] HCM realiza com sucesso 9º transplante de coração em menina de 11 anos [+] A FUNFARME está estruturando fluxos e áreas para o atendimento a pacientes com sintomas de... [+] 8º paciente transplantado do coração no HCM recebe alta médica [+] Documentos necessários para abertura de atendimento e cadastro [+] Segunda maior residência do país, Funfarme/Famerp dá boas-vindas aos seus novos residentes [+] Funfarme recebe assessor do deputado Tiririca, que reafirma compromisso com o Hospital da Criança e... [+] Lucy Montoro de Rio Preto promove Carnaval inclusivo com trio elétrico, passistas e samba-enredo [+] Funfarme amplia TMO e passa a fazer transplante de medula óssea também em crianças [+] Governo de SP renova convênio com a Funfarme no valor de R$ 216 milhões para o custeio do HCM e HB [+] Complexo HCM / HB realiza o 8º transplante de coração em criança de sua história [+] Funfarme Materna 2020 [+] Complexo Funfarme ocupa o 2º lugar no Estado em número de internações hospitalares [+] HCM pode atender crianças com cardiopatia congênita do Estado do Amazonas [+]
Veja mais notícias >