Novembro Dourado: Mês de Combate ao Câncer Infantojuvenil - Hospital da Criança e Maternidade

Novembro Dourado: Mês de Combate ao Câncer Infantojuvenil

25/11/2021

Em novembro, é celebrado o mês de Combate ao Câncer Infantojuvenil. Conhecido como Novembro Dourado, o mês foi escolhido para destacar a importância do diagnóstico precoce do câncer em crianças e adolescentes.

Segundo um estudo realizado pelo setor de Oncologia Pediátrica do HCM Rio Preto, referência no atendimento para mais de 100 municípios da região, o índice de sobrevida em pacientes infantojuvenis diagnosticados com câncer aumentou em 12% nos últimos 12 anos. O levantamento mostrou que de 1999 a 2009, o índice de sobrevida era de 70%; já de 2009 até agora, em 2021, essa taxa aumentou e atingiu seu maior patamar, 82%.

De acordo com a Dra. Francine Megid, oncologista pediátrica do HCM, explica que vários fatores contribuíram para esse aumento na taxa de sobrevida. “Tivemos uma grande melhora nas terapias de suporte, como as de emergência e as de terapia intensiva; melhorou também o acesso da população aos serviços e aos tratamentos de referência; além dos estudos genéticos mais específicos para cada tipo de tumor”, explicou a oncologista.

O câncer infantojuvenil é a primeira causa de morte entre crianças e adolescentes, de 0 a 19 anos, no Brasil, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Entre 2020 e 2022, são esperados 25 mil novos casos, dos quais, cerca de 7.000 resultarão em morte no país. Porém, a realidade pode ser diferente, pois as chances de cura podem chegar a 80%, quando diagnosticados precocemente, segundo o Instituto.

Diferentemente do que pode acontecer com adultos, no entanto, o estilo de vida geralmente não tem influência no desenvolvimento de cânceres no público infantil, por isso é tão imperioso reforçar o a importância do diagnóstico precoce para salvar vidas.

Os cânceres em crianças e adolescentes são considerados mais agressivos e se desenvolvem rapidamente, porém a resposta ao tratamento é mais eficaz. “Os pacientes infanto-juvenis respondem, em sua grande maioria, melhor ao tratamento com quimioterapia e com isso, as chances de cura são maiores, se comparado com os adultos. Por isso, é vital que a doença seja descoberta o quanto antes”, alerta a médica.

O câncer infantojuvenil corresponde a um grupo de várias doenças que têm em comum a proliferação descontrolada de células anormais e que pode ocorrer em qualquer local do organismo. Os tumores mais frequentes na infância e na adolescência são as leucemias (que afetam os glóbulos brancos), os do sistema nervoso central e linfomas (sistema linfático).

Também acometem crianças e adolescentes o neuroblastoma (tumor de células do sistema nervoso periférico, frequentemente de localização abdominal), tumor de Wilms (tipo de tumor renal), retinoblastoma (afeta a retina, fundo do olho), tumor germinativo (das células que vão dar origem aos ovários ou aos testículos), osteossarcoma (tumor ósseo) e sarcomas (tumores de partes moles).

“Existem fatores genéticos e fatores ambientais como vírus, medicações, exposição à radiação, entre outros, mas o câncer na infância não tem uma única causa. São vários fatores que juntos contribuem para o desenvolvimento da doença”, disse a Dra. Francine.

O grande problema é que, muitas vezes, os sinais e sintomas do câncer são similares aos de outras doenças comuns. “Febre, dores pelo corpo, dores ósseas, pequenos sangramentos embaixo da pele, palidez, alterações oculares e neurológicas, aparecimento das massas palpáveis em qualquer parte do corpo e o aumento de linfonodos (ou gânglios linfáticos), como são chamadas as pequenas estruturas que funcionam como filtros para substâncias nocivas e estão espalhadas pelo organismo”, disse a oncologista do HCM Rio Preto.


Mais Notícias

Funfarme distribui 3 mil kits com materiais escolares para filhos de colaboradores [+] Funfarme recebe visita dos deputados e confirma importância como complexo de saúde de excelência [+] Maria Clara é a primeira bebê do ano a nascer no HCM Rio Preto [+] Posto de Coleta de Leite Humano do HCM recebe certificado de reconhecimento [+] HCM recebe doações de kits com peças em gessos para pintura [+] Profissionais dos setores de TMO e Oncologia Pediátrica, do HCM, organizam ação de Natal para... [+] Recebe alta bebê que nasceu de parto normal em carro no estacionamento do HCM [+] HCM recebe diversas doações de brinquedos, doces e guloseimas para presentear pacientes no Natal [+] Musicista percorre corredores da Funfarme tocando músicas com tema de Natal no violino [+] HCM recebe doação de 200 unidades de refrigerantes [+] Após dois anos de paralisação, Funfarme realiza o Culto Ecumênico 2021 para mais de 400... [+] Unidades de Internação do HCM recebem selo de Certificação Ouro após Auditoria Interna de... [+] Novembro Dourado: Mês de Combate ao Câncer Infantojuvenil [+] CardioPedBrasil celebra 20 anos de atuação no tratamento de cardiopatias congênitas [+] Dia Mundial da Prematuridade: HCM Rio Preto tem a maior UTI Neonatal do interior paulista e a 3ª... [+] Digital influencer e esposa do cantor sertanejo Zé Neto, Natália Toscano, comemora número de... [+] CardioPedBrasil – Centro do Coração da Criança do HCM é a primeira instituição da América... [+] Equipes médicas e de enfermagem se vestem a caráter para o Halloween [+] Pacientes da Oncologia Pediátrica do HCM participam de atividades para comemorar Halloween [+] HCM recebe doação de sabonetes líquidos para bebês da empresa Rioquímica [+]
Veja mais notícias >