No Dia Mundial do Rim, Funfarme/Famerp atende cerca de 550 pessoas, 50% mais do que no ano passado - Hospital da Criança e Maternidade

No Dia Mundial do Rim, Funfarme/Famerp atende cerca de 550 pessoas, 50% mais do que no ano passado

10/03/2016

Para evidenciar o Dia Mundial do Rim, comemorado nesta quinta-feira, 10 de março, e alertar a população sobre a importância da prevenção de doenças renais, a Funfarme e a Famerp realizaram, gratuitamente, testes de uroanálise (testes rápidos de urina), glicemia e aferição de pressão em pacientes, acompanhantes e demais visitantes que passaram pela Emergência do SUS do Hospital de Base. Ao final das seis horas de atendimentos, foram realizados cerca de 550 testes, aumento de 50% em relação ao ano passado.

O evento mobilizou cerca de 30 profissionais de Saúde, alunos e residentes de medicina, aperfeiçoando e aprimorandos de enfermagem e estudantes e técnicos de enfermagem. Ao mesmo tempo, profissionais do Hospital da Criança e Maternidade distribuíram panfletos e deram orientações aos pacientes e visitantes da instituição, já que o tema da campanha deste ano foi “Prevenção da doença renal começa na infância”.  

“A doença renal crônica em crianças é relativamente rara, porém, quando ocorre, traz consequências devastadoras, e o tratamento é difícil, caro e trabalhoso”, afirma o nefrologista e diretor clínico do Hospital de Base, Dr. João Fernando Picollo.

O nefrologista explica que a doença renal compromete muito o crescimento e o desenvolvimento da criança e adolescente, por isso, a descoberta o mais cedo possível da DRC é fundamental. “Existem evidências científicas de que a progressão da doença renal pode ser retardada, desde que o diagnóstico seja feito a tempo de permitir a adoção de medidas terapêuticas apropriadas, reduzindo as consequências em crianças, adolescentes e até mesmo em adultos”, completa Dr. Picollo.

Embora o foco em 2016 tenha sido as crianças e jovens, os profissionais destacaram também as ações de prevenção entre adultos e idosos. “As entidades e médicos envolvidos, em todo o mundo, querem esclarecer a população que a doença renal pode ser detectada previamente, através da dosagem de creatinina e urina tipo 1, principalmente idosos hipertensos diabéticos, obesos e quem tem doença renal na família”, declara Dr. Horácio José Ramalho, nefrologista e diretor-executivo da Funfarme.

O evento foi um sucesso, na avaliação da enfermeira Rita de Cássia Helu Ribeiro, supervisora do Programa de Aprimoramento da Enfermagem da Nefrologia da Funfarme/Famerp. “O aumento significativo de pessoas que procuraram atendimento demonstra o quanto esta ação é importante. Vários setores da Funfarme e Famerp participaram, colaborando para o sucesso.”  

A importância de ações como a realizada nesta quinta-feira no Hospital de Base e da campanha fica evidente, por exemplo, quando se acompanha histórias como a do  aposentado Luis Paulo Fernandes de Oliveira, de 63 anos. Ao saber do atendimento na Emergência do HB, decidiu fazer os testes, sem saber que, por ser diabético, integra um dos grupos de risco a ter problemas nos rins. Enquanto era atendido, Oliveira confessava que não fazia exames nos rins há mais de 10 anos, quando foi surpreendido pelo diagnóstico: um de seus exames apresentou alterações. “Eu não sabia que podia ter problemas renais por causa do diabetes. Por sorte, resolvi fazer os exames e descobri que posso ter complicações no futuro. Vou procurar tratamento o quanto antes”, disse o aposentado, morador de Rio Preto.

Elder Ferreira dos Santos, de 17 anos, tem o perfil alvo da campanha mundial deste ano: jovens e crianças. Ao se deparar com a ação, resolveu realizar os exames para saber mais sobre o assunto. “Eu já sei quais são os sintomas de uma diabetes e da pressão alta. Tento sempre estar atento a eles e poder fazer os exames hoje me deu tranquilidade, já que os resultados não mostraram nenhuma alteração. Além disso, vou tentar controlar a quantidade de sal e açúcar no dia a dia.”

O Hospital de Base atende atualmente cerca de 300 pacientes com doença renal crônica, número que aumentou 38% nos últimos 10 anos. Desde 1992, quando iniciou o transplante de rim, o HB já realizou mais de 1.120 procedimentos. No Brasil, existem cerca de 120 mil pacientes em diálise.

 


Mais Notícias

Novembro Dourado: Mês de Combate ao Câncer Infantojuvenil [+] CardioPedBrasil celebra 20 anos de atuação no tratamento de cardiopatias congênitas [+] Dia Mundial da Prematuridade: HCM Rio Preto tem a maior UTI Neonatal do interior paulista e a 3ª... [+] Digital influencer e esposa do cantor sertanejo Zé Neto, Natália Toscano, comemora número de... [+] CardioPedBrasil – Centro do Coração da Criança do HCM é a primeira instituição da América... [+] Equipes médicas e de enfermagem se vestem a caráter para o Halloween [+] Pacientes da Oncologia Pediátrica do HCM participam de atividades para comemorar Halloween [+] HCM recebe doação de sabonetes líquidos para bebês da empresa Rioquímica [+] CardioPedBrasil recebe doação de brinquedos [+] Oficina de pintura em gesso e distribuição de naninha marcam início da semana das crianças na... [+] HCM recebe doações de naninhas, kits com guloseimas, livros e peças em gesso para pintura [+] Colaboradora Aparecida Donizeti Castelani se despede da CardioPedBrasil após 24 anos de... [+] Mãe e filha confeccionam e doam naninhas para pacientes da Oncopediatria do HCM [+] Família faz doação de kits e tablets para equipe da CardioPedBrasil [+] CardioPedBrasil recebe doação de brinquedos [+] Deputada de Rondônia Sílvia Cristina visita HCM e HB [+] Ministro da Saúde assina convênio para instalar o segundo acelerador linear no Hospital de Base... [+] Especialistas da CardioPedBrasil do HCM fazem alerta para a importância do diagnóstico precoce nas... [+] Obesidade infantil quase quadruplicou nas últimas 3 décadas e pode acarretar sérios problemas de... [+] Serviço de Transplante de Medula Óssea da Funfarme realiza o maior número de procedimentos... [+]
Veja mais notícias >