Outubro Rosa

Hospital da Criança e Maternidade realiza simpósio para discutir câncer infantojuvenil e prematuridade

18/11/2016

Em novembro, celebram-se o Dia Mundial da Prematuridade (17) e o Dia de Combate ao Câncer Infantil (23). Aproveitando a proximidade das datas, o Hospital da Criança Maternidade de Rio Preto reuniu os dois temas num mesmo evento, o 1º Simpósio de Atenção ao Câncer Infantojuvenil e Prematuridade, realizado nesta sexta-feira, dia 18 de novembro, com o apoio da Funfarme. O Simpósio teve por objetivo permitir às equipes multidisciplinares dos Setores de Neonatologia e Oncologia Pediátrica do HCM apresentarem as iniciativas relacionadas ao atendimento e tratamento de pacientes com câncer e prematuros, nestes primeiros três anos de funcionamento do hospital.

Números demonstram a importância de se discutir tais temas. De acordo com a ONG Prematuridade.com, mais de 10% dos partos no Brasil são de prematuros, principal causa de mortalidade infantil no país. Já o câncer é a doença que mais mata na faixa etária entre 5 e 19 anos.

 

Câncer Infantojuvenil

Responsável pelo Setor de Oncologia Pediátrica do HCM, a oncologista pediátrica Leila Borim explicou as diferenças entre o tratamento oncológico de criança e o de adulto. “O tratamento infantil é bem mais complexo, porque as crianças apresentam diversas particularidades. Entretanto, quanto mais cedo for detectado, maiores são as chances de cura. Doenças e sintomas que vão e voltam são sinais de alerta aos pais” comentou a médica deste Setor, que realiza uma média de 210 procedimentos, entre pacientes ambulatoriais e internados, por mês.

 

Prematuridade

Por deixarem a barriga da mãe mais cedo, com tempo menor do que 37 semanas de gestação, os bebês prematuros necessitam de cuidados e atenção especiais. “Eles podem apresentar problemas de saúde decorrentes da imaturidade dos órgãos que acabam afetando os sistemas imunológico, respiratório, cardíaco, intestinal e neurológico e precisam ser assistidos de perto por toda a equipe multiprofissional. O HCM dispõe de toda a infra-estrutura e equipamentos necessários e profissionais capacitados em todas as áreas e especialidades para oferecer o tratamento adequado a estes pequenos pacientes, que encontram-se tão fragilizados”, ressaltou a neonatologista Marina Lania. A Maternidade do HCM realiza cerca de 350 partos por mês, entre SUS, convênios e particulares, dos quais, 20% são de bebês prematuros. Por ser um centro de referência em gravidez de alto risco, este percentual do HCM é o dobro da média do Brasil.

 

 


Mais Notícias

Pequeno Calebe recebe alta médica no HCM após cirurgia cardiovascular [+] Profissionais da Funfarme são homenageados com apresentação de músicos, no estacionamento do HB [+] HCM reforma tomografia infantil e ambiente ganha nova decoração lúdica [+] Após 18 dias, pais conhecem filha internada na UTI Neonatal do HCM [+] Instituto Doar renova certificação de gestão qualificada e transparência do Hospital de Base [+] Governo de São Paulo destina R$ 29,1 milhões ao complexo hospitalar da Funfarme para o combate à... [+] Tem alta Maria Fernanda, nona transplantada de coração no HCM [+] HCM realiza com sucesso 9º transplante de coração em menina de 11 anos [+] A FUNFARME está estruturando fluxos e áreas para o atendimento a pacientes com sintomas de... [+] 8º paciente transplantado do coração no HCM recebe alta médica [+] Documentos necessários para abertura de atendimento e cadastro [+] Segunda maior residência do país, Funfarme/Famerp dá boas-vindas aos seus novos residentes [+] Funfarme recebe assessor do deputado Tiririca, que reafirma compromisso com o Hospital da Criança e... [+] Lucy Montoro de Rio Preto promove Carnaval inclusivo com trio elétrico, passistas e samba-enredo [+] Funfarme amplia TMO e passa a fazer transplante de medula óssea também em crianças [+] Governo de SP renova convênio com a Funfarme no valor de R$ 216 milhões para o custeio do HCM e HB [+] Complexo HCM / HB realiza o 8º transplante de coração em criança de sua história [+] Funfarme Materna 2020 [+] Complexo Funfarme ocupa o 2º lugar no Estado em número de internações hospitalares [+] HCM pode atender crianças com cardiopatia congênita do Estado do Amazonas [+]
Veja mais notícias >