Outubro Rosa
HB promove live e oferece orientações com especialistas em comemoração ao Dia Mundial do Rim de 2021, celebrado hoje, 11 de março - Hospital da Criança e Maternidade

HB promove live e oferece orientações com especialistas em comemoração ao Dia Mundial do Rim de 2021, celebrado hoje, 11 de março

11/03/2021

O Dia Mundial do Rim de 2021 é celebrado hoje, 11 de março, e a Fundação Faculdade Regional de Medicina, Funfarme, que é mantenedora do complexo hospitalar do Hospital de Base (HB) e Hospital da Criança e Maternidade (HCM), a Faculdade de Medicina de Rio Preto, Famerp, a Prefeitura e Secretaria Municipal de Saúde de Rio Preto participam da campanha para chamar a atenção para a prevenção e cuidados com as doenças renais promovida pela Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN). Este ano, por causa da pandemia, a ação foi totalmente online, mas, manteve o caráter informativo e inteiramente aberto à sociedade.

O tema de 2021 é “Vivendo bem com a Doença Renal. Hoje, foi realizada uma live do HB com os médicos nefrologistas, especialistas em rim, Drs. João Fernando Picollo, Horácio Ramalho e a Profa. Dra. da Famerp/Funfarme, enfermeira Rita Helú Ribeiro, discutiram a importância de envolver o doente renal crônico na rotina diária dos familiares, seja os em tratamento dialítico ou aqueles que tiveram indicação e já foram transplantados. Além disso, falaram sobre os tratamentos disponíveis e da importância da prevenção.

Para que as orientações chegassem a todos, foram feitos diversos posts nas redes sociais ao longo do dia 11, por meio dos perfis @HospitaldeBaseRioPreto (Facebook) e @hospitaldebaserp (instagram). Além disso, foi feito um vídeo para ser veiculado em todas as Unidades Básicas de Saúde de Rio Preto e das cidades do Departamento Regional XV, que envolve 102 municípios da região.

Dr. Horácio Ramalho abriu a live se solidarizando com todos os familiares das vítimas de Covid no Brasil e ressaltou a luta paras incluir o paciente dialítico como grupo prioritário. “São pessoas que vêm de outras cidades, muitas vezes em vans ou ônibus municipais para as sessões de diálise e que têm muitas comorbidades. Lutamos para colocá-los como prioridade no plano de vacinação nacional”, afirmou o médico que também é um dos organizadores da campanha no hospital.

“A gente repete, mais um ano, que as doenças renais são silenciosas e que prevenir fatores de risco, como pressão alta e diabetes, é um dos caminhos mais seguros para se evitar possíveis lesões no órgão. A pandemia do novo coronavírus também trouxe uma atenção maior para os rins, já que se tem visto muitas consequências para eles, no pós-Covid-19. A maneira mais eficaz de se detectar qualquer tipo de lesão no órgão ainda é dosar a creatinina por meio de um exame de sangue e fazer exames de urina”, explica Dr. João Fernando Picollo, nefrologista e coordenador do Serviço de Hemodiálise do HB.

Outro ponto destacado na conversa online, foi a retomada da rotina após receber o diagnóstico. “A parte psicoemocional do paciente é tão importante quanto os tratamentos medicamentosos. Por isso, este ano o tema é tão importante, pois mostra que reincluir estes pacientes nas rotinas de trabalho, esportes e em casa são fundamentais para o bem-estar dele e dos familiares. Portanto, os parentes devem dar o máximo de independência ao paciente porque, em geral, ele vai até o centro de diálise fazer as sessões três vezes na semana, ou quando indicado, faz a diálise peritoneal, em casa mesmo. Assim, tomando todos os cuidados orientados, é possível adaptar-se à qualidade de vida ao tratamento. O mesmo vale para os pós-transplantados. A retomada de seus cotidianos deve ser gradual, mas diária”, afirma a coordenadora do curso de Especialização de Enfermagem e do programa de Aprimoramento em Nefrologia da Famerp/Funfarme, enfermeira Profa. Dra. Rita Helú Ribeiro.

Na palestra online, os familiares, pacientes e outros puderam tirar dúvidas sobre alimentação, água e tratamentos. A live está disponível nas redes sociais do hospital, nos perfis do Facebook, @HospitaldeBaseRioPreto, e do Instagram, @hospitaldebaserp.

Pacientes em diálise triplicam em 17 anos

De acordo com estudo publicado pela SBN, o número de pacientes que precisaram de tratamentos dialíticos triplicou em 17 anos, saltando de cerca de 46 mil, em 2000, para mais de 120 mil, em 2017. Só no mês de fevereiro, o HB atendeu 372 pacientes no Serviço de Diálise do hospital, sendo 298 em hemodiálise e 74 na peritoneal.

Sobre a Doença Renal Crônica

A Sociedade Brasileira de Nefrologia define a doença renal crônica (DRC) por lesão nos rins que se mantém por três meses ou mais, com diversas consequências, pois os rins têm muitas funções, dentre elas: regular a pressão arterial, “filtrar” o sangue, eliminar as toxinas do corpo, controlar a quantidade de sal e água do organismo, produzir hormônios que evitam a anemia e as doenças ósseas, entre outras.

Em geral, nos estágios iniciais, a DRC é silenciosa, ou seja, não há sintomas ou são poucos e inespecíficos. Por isto, o diagnóstico pode ocorrer tardiamente, quando o funcionamento dos rins já está bastante comprometido, muitas vezes em estágio muito avançado, quando é necessário tratamento de diálise ou transplante renal. Assim, são fundamentais a prevenção e o diagnóstico precoce da doença, com exames de baixo custo, como a creatinina no sangue e o exame de urina simples.


Mais Notícias

HCM recebe doação de sabonetes líquidos para bebês da empresa Rioquímica [+] CardioPedBrasil recebe doação de brinquedos [+] Oficina de pintura em gesso e distribuição de naninha marcam início da semana das crianças na... [+] HCM recebe doações de naninhas, kits com guloseimas, livros e peças em gesso para pintura [+] Colaboradora Aparecida Donizeti Castelani se despede da CardioPedBrasil após 24 anos de... [+] Mãe e filha confeccionam e doam naninhas para pacientes da Oncopediatria do HCM [+] Família faz doação de kits e tablets para equipe da CardioPedBrasil [+] CardioPedBrasil recebe doação de brinquedos [+] Deputada de Rondônia Sílvia Cristina visita HCM e HB [+] Ministro da Saúde assina convênio para instalar o segundo acelerador linear no Hospital de Base... [+] Especialistas da CardioPedBrasil do HCM fazem alerta para a importância do diagnóstico precoce nas... [+] Obesidade infantil quase quadruplicou nas últimas 3 décadas e pode acarretar sérios problemas de... [+] Serviço de Transplante de Medula Óssea da Funfarme realiza o maior número de procedimentos... [+] Ata de homologação referente a construção das 04 lajes do HCM [+] Paciente curado de câncer retribui carinho do HB e HCM doando tablets para uso de pacientes da... [+] Funfarme, Hospital de Base e Hospital da Criança e Maternidade dão posse às diretorias da gestão... [+] Após quase perder a vida para a Covid, Dra. Luciana de Grande retoma as atividades na UTI Neonatal... [+] Inciativa de colaboradores e diretoria da Funfarme resulta em campanha solidária que entrega 500... [+] HB promove live e oferece orientações com especialistas em comemoração ao Dia Mundial do Rim de... [+] Funfarme e Famerp iniciam esta semana um dos dois maiores Programas de Residência Médica,... [+]
Veja mais notícias >