Em evento raro, num só dia, HB e HCM captam órgãos e tecidos de três doadores que podem beneficiar 14 pessoas

03/02/2017

Centro de referência de transplante de órgãos e tecidos no Estado de São Paulo, o complexo da Funfarme viveu, nesta sexta-feira (3 de fevereiro), um dia raro em seus quase 40 anos de existência. Numa demonstração do mais puro altruísmo, três famílias de cidades da região, mesmo vivendo a enorme dor da perda de entes queridos, aceitaram doar os órgãos e tecidos deles, o que irá beneficiar 14 pessoas que aguardam por eles na fila de transplantes.

Os doadores são uma moça de 25 anos, de Guapiaçu, um rapaz de 23 anos, de Guaraci, e uma menina de 12 anos, de José Bonifácio. A moça, vítima de acidente de moto, pode doar os pulmões, fígado, córneas, rins e ossos (fêmur e tíbia). Após sofrer um AVC, o rapaz não resistiu e doou os rins. A criança morreu em decorrência de infecção no cérebro e doou o fígado, rins e córneas.

Desde a quinta-feira até o início da noite desta sexta-feira, mais de 60 profissionais do Hospital de Base de Rio Preto (HB), do Hospital da Criança e Maternidade (HCM) e da Organização de Procura de Órgãos (OPO) foram mobilizados para que as famílias concordassem com a doação e as cirurgias fossem realizadas, envolvendo equipes de vários Serviços do HB e HCM.

É sempre uma luta contra o tempo, já que há um limite de horas para cada órgão ser transplantado, do contrário ele é perdido. Por exemplo, no caso do pulmão, do momento da retirada do corpo do doador até o seu transplante para o receptor devem transcorrer, no máximo, 6 horas. No caso do fígado, 12 horas. Rins, 30 horas.

Os procedimentos cirúrgicos envolveram também médicos do Instituto do Coração (Incor) de São Paulo, para onde foram levados os pulmões da moça, e do Hospital Bandeirantes, também da capital paulista, destino do fígado e um dos rins da menina.

O nefrologista João Fernando Pícollo, coordenador da OPO, faz questão de enaltecer a atitude das três famílias. “Todos os profissionais dos hospitais empenham-se ao máximo para que possamos salvas muitas vidas e em respeito e consideração pelo gesto de grandeza dos pais, irmãos, filhos, enfim dos familiares desses doadores”, declarou Dr. Pícollo.

Gestos deste moradores de Guapiaçu, Guaraci e José Bonifácio, assim como a conscientização cada vez maior da população, aliados ao trabalho de profissionais dos hospitais é que fazem com que a região de Rio Preto tenha a média de 25 doadores de órgãos e tecidos por milhão de habitantes, quase o dobro da média do Brasil (14 doadores/milhão).


Mais Notícias

Após quase perder a vida para a Covid, Dra. Luciana de Grande retoma as atividades na UTI Neonatal... [+] Inciativa de colaboradores e diretoria da Funfarme resulta em campanha solidária que entrega 500... [+] HB promove live e oferece orientações com especialistas em comemoração ao Dia Mundial do Rim de... [+] Funfarme e Famerp iniciam esta semana um dos dois maiores Programas de Residência Médica,... [+] Acirp homenageia profissionais da Funfarme por excelência na atuação contra a Covid [+] HCM realiza seu 13º transplante de coração em crianças de sua história [+] HB e HCM recebem sete mil doses da vacina Coronavac [+] Funfarme inaugura CardioPedBrasil 1º portal de educação a distância gratuito no HCM [+] Funfarme/Hospital de Base cria serviço de drive-thru para coleta de exames PCR que detecta a... [+] Lucy e HCM preparam ações natalinas para humanizar ainda mais o atendimento neste final de ano [+] Funfarme adere à campanha nacional de denúncia anônima a agressores de violência doméstica... [+] Deputado Capitão Derrite vista complexo e assina plano de saúde exclusivo para família militar [+] Radioterapia da Funfarme oferece fantasias de super-heróis e personagens às crianças em... [+] HB e HCM participam da 32ª edição McDia Feliz [+] Pequeno Calebe recebe alta médica no HCM após cirurgia cardiovascular [+] Profissionais da Funfarme são homenageados com apresentação de músicos, no estacionamento do HB [+] HCM reforma tomografia infantil e ambiente ganha nova decoração lúdica [+] Após 18 dias, pais conhecem filha internada na UTI Neonatal do HCM [+] Instituto Doar renova certificação de gestão qualificada e transparência do Hospital de Base [+] Governo de São Paulo destina R$ 29,1 milhões ao complexo hospitalar da Funfarme para o combate à... [+]
Veja mais notícias >